16 agosto 2005

Trabalhar para viver ou viver para trabalhar?

O que nos motiva a viver? O que nos motiva a trabalhar? Vivemos para trabalhar ou trabalhamos para viver? Vivemos para o trabalho ou trabalhamos para obter recursos que nos permitam viver os nossos sonhos? É a batalha do dia a dia. Os que vivem para o trabalho o que fazem quando são despedidos ou quando chegam à reforma? E se eles não puderem trabalhar mais? O que será deles? Os que trabalham para viver, não têm esse problema. Quantos colegas já se divorciaram por causa de viverem para o trabalho? Dão cabo da vida pessoal para que? Por causa do trabalho? "Aí é que se eu não fizer, ninguém faz por mim.". "Aí é que se eu não fizer então vou para a rua". "Aí é que se não trabalhar mais horas não consigo fazer tudo o que tenho para fazer". E assim sucessivamente. São as desculpas de quem vive para trabalhar. Qualquer desculpa serve, para poderem viver para trabalhar. Mulheres que acabaram de dar à luz, em periodo de amamentação trabalham 10, 12 ou mais horas por dia. Para que? Para os filhos crescerem e não saberem quem são os pais? Os pais deles são os infantários. E depois chegam a casa e estragam os putos de mimos. Obrigado, não sabem como ter mão neles.
É assim a vidinha de quem vive para trabalhar. Depois vão de férias, e não param de pensar no trabalho. Ficam com saudades. Do trabalho. Nem sequer sabem o que é não trabalhar. Levam o trabalho para casa. Levam o trabalho para as refeições. Levam o trabalho para todo o lado. Trabalho 24 horas por dia. Fazem esforços até mais não por uma miséria de salário. Com sorte até levam uma palmadinha nas costas. Depois dizem que ganham mal e fazem mais do que devem. Mas continuam a faze-lo. E isto porque? Porque vivem para trabalhar. Obviamente trabalhar não é um mal. O mal é fazerem dele a sua vida. Uma vida vazia para o trabalho.

05 agosto 2005

Everything's so blurry
And everyone's so fake
And everybody's empty
And everything is so messed up
Pre-occupied without you
I cannot live at all
My whole world surrounds you
I stumble then I crawl

You could be my someone
You can be my scene
You know that I'll protect you
From all of the obscene
I wonder what you're doin'
Imagine where you are
Coz oceans in between us
But that's not very far

Chorus:
Can you take it all away
Can you take it all away
When you shoved it in my face
This pain you gave to me
Can you take it all away
Can you take it all away
When you shoved it in my face

Everyone is changing
There's no one left that's real
So make up your own ending
And let me know just how you feel
'Cause I am lost without you
I cannot live at all
My whole world surrounds you
I stumble then I crawl

You could be my someone
You can be my scene
You know that I will save you
From all of the unclean
I wonder what you're doin'
I wonder where you are
There's oceans in between us
But that's not very far

Repeat Chorus

This pain you gave to me

Oh,
Nobody told me what you thought
Nobody told me what to say
Everyone showed you where to turn
Told you where to run away
Nobody told you where to hide
Nobody told you what to say
Everyone showed you where to turn
Showed you where to run away

Can you take it all away
Can you take it all away
Well you shoved it in my face
This pain you gave to me

NOOOOOO!

This pain you gave to me

Take it all away
Take it all away



Puddle of Mudd - Blurry

25 julho 2005

Miss Transsexual

Neste mundo há de tudo. Para todos os gostos e feitios. Em todos os telejornais, passou esta notícia. Aí está o mais belo dos belos transformados. Foi eleito o miss transsexual. Era o que realmente faltava neste mundo. O miss transsexual. Agora que temos um miss transsexual, já pensaram bem no que vai mudar? Todo o poder que o miss transsexual tem para mudar o mundo? Todos os homens que o miss transsexual vai mudar? Já viram bem, no belo exemplo que o miss transsexual vai ser para todos os jovens desse mundo? Já viram bem? Sinceramente. Se eles querem mudar de sexo, que mudem. Se querem ter um concurso de "missos" que tenham. Mas aparecer a notícia com destaque nos telejornais, é que por favor... Um tipo que não aceita o que é. Que se transforma através de operações, porque não gosta daquilo que é. Que através de mudanças exteriores, isto é, para o mundo se transforma. Que exemplo é que ele é? Que exemplo é ele para a sociedade? Bem, para esta sociedade em que o que importa é apenas o exterior, o que é visível para fora, então ele é um belo exemplo. É um belo exemplar (belo é como quem diz...) para a sociedade. Um "digno" representante da mesma. Afinal ele não é nada mais nada menos que o espelho desta mesma sociedade, que lhe dá destaque. Mas o que é que se passa? Porque é que as coisas boas não aparecem no telejornais? Pelo menos com o mesmo detaque das coisas triviais. Porque é que o topless da princesa do Monaco é mais importante que a criação de uma associação de apoio a idosos? Porque é que uma passagem de modelos do criador XPTO é mais importante que a ajuda que se dá aos sem abrigo? Porque é que as coisas fúteis e triviais são mais importantes do que a notícia sobre o homem comum que é um heroi no dia-a-dia? Que valores são estes da sociedade de hoje? Que valores têm as pessoas de hoje em dia? Para onde caminhamos nós?

22 julho 2005


Para reflexão...
O 66º livro da bíblia
Apocalipse 21


1 E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
2 E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
4 E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
5 E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
6 E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.
7 Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.
8 Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
9 E veio a mim um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro.
10 E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu.
11 E tinha a glória de Deus; e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal resplandecente.
12 E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.
13 Do lado do levante tinha três portas, do lado do norte, três portas, do lado do sul, três portas, do lado do poente, três portas.
14 E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
15 E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro.
16 E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais.
17 E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme a medida de homem, que é a de um anjo.
18 E a construção do seu muro era de jaspe, e a cidade de ouro puro, semelhante a vidro puro.
19 E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados de toda a pedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe; o segundo, safira; o terceiro, calcedônia; o quarto, esmeralda;
20 O quinto, sardônica; o sexto, sárdio; o sétimo, crisólito; o oitavo, berilo; o nono, topázio; o décimo, crisópraso; o undécimo, jacinto; o duodécimo, ametista.
21 E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente.
22 E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.
23 E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada.
24 E as nações dos salvos andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória e honra.
25 E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite.
26 E a ela trarão a glória e honra das nações.
27 E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.

21 julho 2005
























Aí está o início de uma nova época desportiva. Força Belém! Vamos ser campeões!

14 julho 2005

Speed dating. Finalmente chegou a Portugal! Era mesmo o que estava a faltar cá! A última moda de encontrar uma parceira. Qual romantismo, qual paciência. 3 minutos. 1ª impressão. Isso é que é importante. Em 3 minutos tem de se descobrir se há click ou não há click. Ah! E depois há o pormenor de que se quiser voltar a ver a parceira tem de se contactar a agência. Tal e qual como se se estivesse a vender uma mercadoria. Tal e qual não! Está-se mesmo. Está-se a comprar o parceiro ideal. Afinal em 3 minutos fica tudo decidido. Em 3 minutos fica-se a saber que aquela pessoa ressona, ou não, cospe no chão, ou não, tem bons principios morais, ou não, quais são os seus ideias, ou não, enfim, fica-se a saber tanta coisa em 3 minutos que nem dá para imaginar. Depois no fim, escrevem num papelinho qual dos 3 minutos foi o melhor e depois pagam para saber com quem é que se deram melhor nos 3 minutos. Depois de pagarem à agência ela revela-lhes o contacto do melhor 3 minutos que acharam. Depois combinam um encontro e depois, se calhar, ao fim de 3 minutos do 2º encontro pensam que os primeiros 3 minutos foram tão maravilhosos mas estes 3 minutos são uma seca. Fui eu gastar dinheiro para ter 3 minutos assim? É o consumismo. O mastiga deita-fora. É assim que se resolvem os problemas sentimentais das pessoas. Em 3 minutos. O que até hoje não conseguiram, em 3 minutos vão conseguir...

06 julho 2005

Inspirado na música Feelings


Filetes
Nada mais do que Filetes
Filetes fritos
Filetes por todo o lado

Esparregado
A escorrer pela minha cara
Tentando esquecer...
Os filetes por todo o lado
Filetes
Filetes para todo o sempre
Tomara nunca ter os ter provado
Nunca mais serei o mesmo
Filetes óóó
Filetes óóó

Filetes
Mais uma vez para o jantar
Filetes
Filetes como nunca tinha provado
E Filetes como nunca tinha feito
Mais uma vez para o jantar

Filetes
Para todas as refeições
Filetes para todos os gostos
Nunca mais serão os mesmos
Filetes
Filetes como nunca tinha feito
Filetes como nunca tinha comido
Mais uma vez ao jantar

Filetes óóó
Filetes óóó
Filetes
Mais uma vez para o jantar
Filetes óóó
Filetes óóó
Filetes óóó ehhh...